• Transtorno de peronalidade transtorno de bipolaridade
    Transtornos
    Transtorno como bipolaridade e transtorno de personalidade, são muito frequente em pessoas sensíveis a energias externas, muitas não sabem que sofrem desses transtornos. Descubra se você está sofrendo desses transtornos em nosso site.
  • Ansiedade, nervosismo toque ou (TOC) Transtorno Obsessivo Compusivo
    Obsessão, ansiedade, compulsividade e outros transtornos
    Obsessão, ansiedade, compulsividade são transtornos mais comuns em adolescentes e adultos, devido a uma serie de fatores que pode vir a desenvolver até síndrome do pânico, trabalhar sua mente é necessário, terapias vão te ajudar a se livrar desse mal!
  • Transtornos do impulso
    Transtornos do impulso como: Tricotilomania, jogos patológicos, compulsão sexual e compras compulsivas, está acabando com casamentos, se você identifica que seu parceiro sofre desses transtornos, ajude-o!
  • Dificuldade de aprendizagem na adolescência
    Dificuldade de aprendizagem na adolescência
    Adolescentes passam por diversos problemas, muitos desses influenciam na aprendizagem, dando espaço para novos transtornos. Se seu filho está mal na escola mesmo sendo um aluno dedicado, atente-se!
  • Hipinose e terapia da linha do tempo
    Hipinose e terapia da linha do tempo, o estudo mais avançado para se descobrir personalidades, avanços mentais, o eu interior e encontrar o verdadeiro caminho para evolução.

Precisa de Ajuda?

Somos especializados em tratamentos e terapias anti transtornos. Muitos após a terceira sessão de tratamento, evolui de forma muito positiva em seus quadros de transtorno, obviamente não se deve abandonar o tratamento até que esteja completamente curado. 95% dos pacientes, voltam aos nossos consultórios e continuam junto a nós, por gostar, por estar bem, por atingir a evolução pessoal e poder realizar todos seus objetivos e sonhos.

Os cinco mais comuns transtornos:

Muitos não são identificados por quem sofre esses tipos de transtornos.

  1. 1
    Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade em adolescente e adutos

    O que causa: Fatores Genéticos, Anormalidade Cerebrais, Fatores Ambientais.

    Quais os sintomas: 
    Deixar de prestar atenção a detalhes ou comete erros por descuido em atividades escolares, de trabalho ou durante outras atividades;
    Ter dificuldade de manter a atenção em tarefas ou atividades lúdicas;
    Não escutar quando lhe dirigem a palavra;
    Não seguir instruções e não termina deveres de casa, tarefas domésticas ou tarefas no local de trabalho;
    Ter dificuldade para organizar tarefas e atividades;
    Evitar, não gostar ou relutar em se envolver em tarefas que exijam esforço mental prolongado (tarefas escolares, deveres de casa, preparo de relatórios etc.);
    Perder objetos necessários às tarefas ou atividades;
    Ser facilmente distraído por estímulos externos (para adolescentes mais velhos e adultos pode incluir pensamentos não relacionados);
    Ser esquecido em relação a atividades cotidianas.

  2. 2
    Controle de dependência química em adolescentes e adultos

    O que causa: A dependência química é uma doença crônica, diversos fatores contribuem para o seu desenvolvimento, frequência de uso da substância, saúde do indivíduo e fatores genéticos, psicossociais e ambientais.

    Quais os sintomas:
    Desejo incontrolável de usar a substância;
    Perda de controle (não conseguir parar depois de ter começado);
    Aumento da tolerância (necessidade de doses maiores para atingir o mesmo efeito obtido com doses anteriormente inferiores ou efeito cada vez menor com uma mesma dose da substância);

  3. 3
    Transtornos Depressivos

    O que causa: Os transtornos depressivos, são causados por alterações químicas no cérebro do deprimido. Um conflito neural em substancias geradas pelo nosso próprio corpo como: serotonina, noradrenalina e dopamina que circulam no sistema nervoso.

    Quais os sintomas: 
    Humor depressivo ou irritabilidade, ansiedade e angústia;
    Desânimo, cansaço fácil, necessidade de maior esforço para fazer as coisas;
    Diminuição ou incapacidade de sentir alegria e prazer em atividades anteriormente consideradas agradáveis;
    Desinteresse, falta de motivação e apatia;
    Falta de vontade e indecisão;
    Sentimentos de medo, insegurança, desesperança, desespero, desamparo e vazio;
    Pessimismo, ideias frequentes e desproporcionais de culpa, baixa autoestima, sensação de falta de sentido na vida, inutilidade, ruína, fracasso, doença ou morte;
    Interpretação distorcida e negativa da realidade: tudo é visto sob a ótica depressiva, um tom “cinzento” para si, os outros e o seu mundo;
    Dificuldade de concentração, raciocínio mais lento e esquecimento;
    Diminuição do desempenho sexual (pode até manter atividade sexual, mas sem a conotação prazerosa habitual) e da libido;
    Perda ou aumento do apetite e do peso;
    Insônia (dificuldade de conciliar o sono, múltiplos despertares ou sensação de sono muito superficial), despertar matinal precoce (geralmente duas horas antes do horário habitual) ou, menos frequentemente, aumento do sono (dorme demais e mesmo assim fica com sono a maior parte do tempo);
    Dores e outros sintomas físicos não justificados por problemas médicos, como dores de barriga, má digestão, azia, diarreia, constipação, flatulência, tensão na nuca e nos ombros, dor de cabeça ou no corpo, sensação de corpo pesado ou de pressão no peito, entre outro.

  4. 4
    Transtornos Alimentares (Anorexia Nervosa, Bulimia e Compulsão Alimentar).

    O que causa: Fatores genéticos, Fatores biológicos, Fatores socioculturais, Fatores familiares, Fatores psicológicos.

    Quais os sintomas: 
    Obsessão pelo corpo;
    Dificuldades de comunicação entre os membros da família, interações com amigos;
    Alterações características como baixa auto-estima;
    Rigidez no comportamento;
    Distorções cognitivas;
    Necessidade de manter controle completo sobre sua vida;
    Falta de confiança.

  5. 5
    Transtornos Ansiosos

    O que causa: Não se sabe ao certo o que causa esse transtorno, porem, acredita-se que esse transtorno esteja ligado aos neurônios assim como em casos depressivos, onde substancias produzidas pelo próprio corpo como: Serotonina, dopamina e norepinefrina atuem no corpo de acordo com as situações e momentos vividos pelo paciente.

    Quais os sintomas: 
    Mudanças hormonais e maior exposição ao estresse;
    Ter uma condição crônica de saúde ou doença grave pode vir a gerar o transtorno de ansiedade
    Transtornos de personalidade, bipolaridade e esquizofrenia;
    Uso excessivo de drogas ou álcool.

Curiosidades